Políticas Editoriais

Foco e Escopo

Missão

Divulgar a produção intelectual em gestão em Sistemas de Saúde e suas disciplinas correlatas, relevante para profissionais, estudantes e professores, estimulando as contribuições criativas e inéditas do trabalho acadêmico e de pesquisa.

Objetivos

•Incentivar o aumento da produção de conhecimento das comunidades acadêmica e profissional em gestão em Sistemas de Saúde;
•Servir como canal adequado para difundir avanços conceituais, metodológicos e de experiências de gestão em Sistemas de Saúde;
•Estimular a difusão de conhecimentos que promovem novos estudos e novas formulações teóricas e empíricas para a área de gestão em Sistemas de Saúde.

Foco

O foco da revista tem na temática gestão em Sistemas de Saúde seu arcabouço teórico essencial. Inclui, de forma abrangente, as abordagens que envolvem processos operacionais, de cuidados e humanização, vigilância em saúde, qualidade, gerenciamento de risco e políticas públicas em saúde, atuação e desenvolvimento da liderança e cultura em organizações de saúde, gestão competências, estratégica, financeira, econômica em saúde, tecnologia de informação, incorporação tecnológica, gestão de projetos em saúde, marketing aplicados à saúde.

Não se restringe somente à disciplina, mas também suas interconexões. Neste sentido, busca publicar trabalhos que fazem alinhamento com áreas da administração em saúde como gestão de logística, negócios em saúde, Medidas de Avaliação em Saúde, Registro Eletrônico de Informação em Saúde; gestão sustentável em saúde, fatores críticos de sucesso e visão prospectiva da profissão e da matéria.Público Alvo

A RGSS está voltada a um público amplo de pesquisadores, professores, estudantes, empresários, consultores e outros profissionais de alta qualificação que atuam na área de gestão em sistemas de saúde nas organizações públicas, privadas e do terceiro setor, nacionais e internacionais.

 

Políticas de Seção

Artigos

Política padrão de seção

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Editorial

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Agenda de Eventos

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Sugestões de Leitura

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Resenhas

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Análise de grandes temas na área de Gestão em Saúde

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

O processo de avaliação de artigos submetidos à RGSS envolve duas etapas sequenciais: o desk review e a avaliação pelos pareceristas. Na desk review, os editores se reunem e analisam, sem qualquer identificação dos autores, os artigos recebidos para avaliar sua pertinência ao escopo da revista e seu potencial para contribuir significativamente para o conhecimento no campo da gestão da saúde. Quando necessário, os editores também envolvem algum membro do comitê científico nesse processo. Esta avaliação ocorre mensalmente na reunião dos editores e os autores são comunicados sobre a decisão, em até sessenta dias contados a partir da data de submissão. Dessa forma, os autores são comunicados brevemente sobre as reais possibilidades de publicação do seu trabalho na RGSS e posicionados com relação à continuidade de seus trabalhos no processo de avaliação. Os artigos aprovados na desk review são encaminhados a dois dos pareceristas que compõem o corpo de pareceristas da revista para avaliação no sistema Double Blind Review, conforme sua disponilidade e expertise para avaliá-los. Os pareceristas são professores e pesquisadores associados à programas de pós-graduação stricto sensu de instituições de ensino nacionais ou estrangeiras. Os artigos são avaliados considerando-se a relevância do tema estudado para a gestão da saúde, a redação e a formatação do texto, o encadeamento lógico da revisão teórica com a utilização de referências apropriadas, a adequabilidade dos procedimentos metodológicos, a profundidade e a consistência das análises, o delineamento das conclusões e a relevância das contribuições. Esta etapa do processo de avaliação pode durar até três meses, sendo que ao seu término os autores são imediatamente comunicados sobre a decisão editorial. Quando os pareceristas solicitarem ajustes no artigo, será concedido aos autores, a critério do editor, um prazo entre trinta e sessenta dias para a incorporação das sugestões e correções requeridas. Após a realização dos ajustes solicitados e constatação destes pelos pareceristas e editores, os artigos são submetidos à revisão ortográfica, gramatical e de adequação às normas adotadas pela revista e à editoração final do documento. A conclusão desse processo não implica a publicação imediata do artigo, cabendo aos editores, de acordo com as políticas editoriais, elaborar as pautas e decidir qual o momento apropriado para a publicação.

 

Periodicidade

Histórico de Periodicidade:

- A partir de 2017, a periodicidade passou a ser quadrimestral (janeiro/abril, maio/agosto e setembro/dezembro);

- 2012 a 2016, a periodicidade era semestral (janeiro-junho; julho-dezembro).

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Equipe Editorial

Sobre o Conselho Editorial
O Conselho Editorial é constituído por representantes acadêmicos de diferentes instituições de ensino e pesquisa. Seus membros atuam preferencialmente, mas não exclusivamente, na área de pesquisa de saúde. A atuação do Conselho Editorial não é feita necessariamente de forma coletiva. Não há previsão de reuniões ordinárias para tratar de questões pautadas. Não há envolvimento formal dos membros do Conselho Editorial com a entidade legalmente responsável pela publicação da revista. Cada membro participa nos trabalhos da revista de forma mais individual, por meio de uma articulação do Comitê Científico ou do Editor. De fato, cada membro atua como conselheiro do Comitê Científico e do Editor interpretando e sugerindo aperfeiçoamentos na Política Editorial, divulgando a revista, posicionando-se como árbitro em questões estratégicas do envolvimento da GSS no meio acadêmico e profissional. O Conselho Editorial não supervisiona ou interfere no processo editorial, estando afastado do processo de arbitramento de artigos.  Manifesta-se em assuntos relevantes como a consistência da política editorial e das publicações, sua qualidade e também sobre as questões éticas pertinentes à gestão editorial. Cada membro assume também a função de “ouvidor” da comunidade científica atuante na área, garantindo a credibilidade acadêmica e a postura que se espera de uma revista científica.

Comitê Científico
Trata-se de um colegiado interinstitucional, composto por representantes dos grupos de pesquisa que respaldam mais diretamente o desenvolvimento da revista. Sua atuação é feita de forma colegiada, com decisões coletivas e democráticas. A missão maior do grupo é procurar assegurar a credibilidade dos procedimentos editoriais adotados e assumir a responsabilidade científica da revista. O Comitê Científico indica o  Editor Científico que passa a ser seu  membro natural. Ademais, suas atribuições são de caráter científico com o intuito de assegurar que a missão da Revista seja cumprida. Este comitê deve estar permanentemente ativo no cumprimento das definições gerais da política editorial da revista e também dos procedimentos editoriais previstos, particularmente no que se refere à garantia de consistência e qualidade das publicações. Edições especiais e outras contribuições científicas  deverão ser discutidos e definidos por esta instância. É sua atribuição discutir e desenvolver regulamentos próprios para assuntos variados como: normas e formatação de artigos; critérios de avaliação e aceite de textos para publicação; aceite de novos grupos de pesquisa para participar do comitê; aprovação do orçamento; credenciamento de revisores e pareceristas; definição de política de circulação e assinaturas, entre outras matérias. O Comitê Científico não interfere  na operação editorial da RGSS, que é de  sobre responsabilidade do Editor e sua equipe operacional.

Editor Científico
É o responsável pela estabelecimento  da Política Editorial, pela gestão editorial e pela supervisão da Secretaria Editorial, que opera todo o fluxo de trabalho, com auxílio do e sistemas  Open Journal System – OJS. O Editor tem atuação específica na seleção prévia de artigos encaminhados para a revista, na distribuição dos artigos entre os pareceristas,que irão avaliá-los. Se os artigos possuírem a qualidade esperada eles serão publicados. Adicionalmente, o Editor deve ter uma postura ativa nos trabalhos do Comitê Científico e na articulação de ações do Conselho Editorial. Um fluxograma das atividades do processo de editoração científica está explicitado na plataforma OJS, no item de menu “Sobre/Sobre o Sistema de Publicação Eletrônica de Revistas”. Editora Executiva
Lara Jansiski Motta, UNINOVE - São Paulo, SP (Brasil)

 

Ficha Catalográfica

Revista de Gestão em Sistemas de Saúde – RGSS ®
Modalidade Editorial: Eletrônica –http://www.revistagss.org
Vol.1, No.1 (janeiro/junho 2012) – São Paulo – S.P.
Periodicidade: Quadrimestral
Editora Executiva: Lara Jansiski Motta

janeiro de 2012 e-ISSN:2316-3712
1. Saúde – Periódicos. 2. Administração- Periódica
São Paulo – S.P. - Brasil

 

Author Fees

This journal charges the following author fees.

Article Submission FREE: 0.00 (USD)

Fast-Track Review FREE: 0.00 (USD)

Article Publication: 0.00 (USD)