Eficiência da Aplicação de Recursos no Atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) nas Cidades de Santa Catarina

Leandro Politelo, Vitor Paulo Rigo, Nelson Hein

Resumo


O estudo objetiva avaliar a eficiência do atendimento do SUS nos municípios do estado de Santa Catarina por meio da análise envoltória de dados (DEA). Pesquisa descritiva com abordagem quantitativa por meio de pesquisa documental. A população é formada por 293 municípios catarinenses, 130 municípios foram excluídos da amostra por não apresentarem todos os dados necessários, perfazendo, deste modo, a amostra inicial de 163 municípios. Aplicou-se a técnica de clusters para agrupar os municípios semelhantes quanto aos seus inputs, desse modo, a amostra foi dividida em 4 grupos distintos de cidades. Os resultados da pesquisa indicam que apenas 28% dos municípios catarinenses analisados são eficientes no que tange a utilização dos recursos disponíveis ao SUS e que a eficiência média do estado catarinense é de 86,26%. Os resultados desta pesquisa mostram ainda uma melhora na eficiência do atendimento do SUS de Santa Catarina em comparação aos resultados de pesquisas já realizadas. Essa pesquisa permite concluir que a eficiência do atendimento do SUS nas cidades catarinenses é satisfatória, porém, a constatação de cidades com índices inferiores a média, remete a se propor que a melhora pode ser obtida a partir da orientação das cidades não eficientes, pelos seus benchmarks explanados na análise do estudo.

Palavras-chave


Eficiência. Hospitais. SUS. Clusters. Análise Envoltória de Dados.

Texto completo:

PDF

Referências


Al-Shammari, M. (1999) A multi-criteria data envelopment analysis model for measuring the productive efficiency of hospitals. International Journal of Operations & Production Management. 19(9), 879-890.

Andrews, R. & Entwistle, T. (2010) Does cross-sectoral partnership deliver? An empirical exploration of public service effectiveness, efficiency and equity. Journal of Public Administration Research and Theory. 20(3), 679-701.

Banker, R. D., Charnes, A. & Cooper, W. W. (1984) Some Models for Estimating Technical and Scale Inefficiencies in Data Envelopment Analysis. Management Science. 30(9), 1078-1092.

Behn, R. (1998) O novo paradigma da gestão pública e a busca da accountability democrática. Revista do Serviço Público. 49(4), 5-45.

Castellanos, P. L. (2002). Comparação entre a satisfação do usuário com os serviços oferecidos num hospital geral e a percepção gerencial dessa satisfação (Dissertação de mestrado). Escola de Administração da Fundação Getúlio Vargas, Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, SP, Brasil.

Cesconetto, A., Lapa, J. dos S. & Calvo, M. C. M. (2008) Avaliação da Eficiência produtiva de hospitais do SUS de Santa Catarina. Cadernos de Saúde Pública. 24(10), 2407-2417.

Charnes, A., Cooper, W. W. & Rhodes, E. (1978) Measuring the Efficiency of Decision Making Units. European Journal of Operational Research. 2(6), 429-444.

Clement, J. P., Valdmanis, V. G., Bazzoli, G. J., Zhao, M., Chukmaitov, A. (2008) Is more better? An analysis of hospital outcomes and efficiency with a DEA model of output congestion. Heath Care Manage Sci. 11(1), 67-77.

Cunha, J. A. C. da (2011). Avaliação de Desempenho e eficiência em organizações de Saúde: um estudo em hospitais filantrópicos. (Tese de Doutorado). Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

D´Innocenzo, M., Adami, N. P. & Cunha, I. C. K. O. (2006) O movimento pela qualidade nos serviços de saúde e enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem. 59, 84-88.

Fadel, M. A. V. & Régis Filho, G. I. (2009) Percepção da qualidade em serviços públicos de saúde: um estudo de caso. Revista de Administração Pública. 43(1), 07-22.

Ferreira, C. M. de C. & Gomes, A. P. (2009). Introdução à análise envoltória de dados: modelos e aplicações. Minas Gerais. Editora UFV.

Fonseca, P. C. & Ferreira, M. A. M. (2009) Investigação dos Níveis de Eficiência na utilização de Recursos no setor de saúde: uma análise das microrregiões de Minas Gerais. Saúde e Sociedade. 18(2), 199-213.

Gomes, E. G. & Mangabeira, J. A. C. (2004) Uso de Análise Envoltória de Dados em Agricultura: o caso de Holambra. Engevista. 6(1), 19-27.

Greiling, D. (2006) Performance measurement: a remedy for increasing the efficiency of public services? International Journal of Productivity and Performance Management. 55(6), 448-465.

Hu, H.-H., Qi, Q. & Yang, C.-H. (2010) Analysis of hospital technical efficiency in China: effect of health insurance reform. China Economic Review. 23, 865-877.

Katharaki, M. (2008) Approaching the management of hospital units with an operation research technique: the case of 32 Greek obstetric and gynecology public units. Health Policy. 85(1), 19-31.

Kirigia, J. M., Emrouznejad, A. & Sambo, L. G. (2002) Measurement of technical efficiency of public hospitals in Kenya: using Data Envelopment Analysis. Journal of Medical Systems. 26(1), 39-45.

Kirigia, J. M., Emrouznejad, A., Sambo, L. G., Munguti, N. & Liambila, W. (2004) Using data envelopment analysis to measure the technical efficiency of public health centers in Kenya. Journal of Medical Systems. 28(2), 155-166.

Macedo, M. A. S., Barbosa, A. C. T. C. & Cavalcante, G. T. C. (2009) Desempenho de agências bancárias no Brasil: aplicando análise envoltória de dados (DEA) a indicadores relacionados às perspectivas do BSC. Revista Economia & Gestão. 9(19), 65-84.

Malik, A. M. & Teles, J. P. (2001) Hospitais e programas de qualidade no estado de São Paulo. Revista de Administração de Empresas. 41(3), 51-59.

Marinho, A. (2003) Avaliação da eficiência técnica nos serviços de saúde nos municípios do Estado do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Economia. 57(3), 515-534.

Mills, A. E. & Spencer, E. M. (2005) Values based decision making: a tool for achieving the goals of healthcare. HEC Forum. 17(1), 18-32.

Mwita, J. I. (2000) Performance management model: a systems-based approach to public service quality. International Journal of Public Sector Management. 13(1), 19-37.

Richardson, R. J. (1999). Pesquisa social: métodos e técnicas. 3ª ed., São Paulo. Editora Atlas.

Sanderson, I. (1996) Evaluation, learning and the effectiveness of public services: towards a quality of public service model. International Journal of Public Sector Management. 9(5/6), 90-108.

Santos, C. M. dos, Carvalho, H. R. & Lírio, V. S. (2008) Eficiência do atendimento do SUS no estado de Minas Gerais. Anais do Seminário sobre a Economia Mineira, 8. Belo Horizonte, MG, Brasil.

Smith, P. C. & Street, A. (2005) Measuring the efficiency of public services: the limits of analysis. Journal of the Royal Statistical Society. 168(2), 401-417.

Souza, I. V., Nishijima, M. & Rocha, F. (2010) Eficiência do setor hospitalar nos municípios paulistas. Economia Aplicada. 14(1), 51-66.

Souza, P. C. de & Scatena, J. H. G. (2010) Aplicação da gestão de custos para o aumento na eficiência dos hospitais públicos. Revista de Administração em Saúde. 12(49), 195-207.

Staat, M. (2006) Efficiency of hospitals in Germany: a DEA-bootstrap approach. Applied Economics. 38, 2255-2263.

Vergara, S. C. (2000). Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 3ª ed., São Paulo. Editora Atlas.




DOI: http://dx.doi.org/10.5585/rgss.v3i2.105

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Rev. Gest. Sist. Saúde
e-ISSN: 2316-3712
www.revistargss.org.br