Análise da Oferta e da Demanda por Serviços de Saúde de um Território Sanitário como Contribuição para a Atenção e Gestão em Saúde

Alexandra Bulgarelli Nascimento

Resumo


Objetivou-se analisar a oferta e a demanda por serviços de saúde de um território sanitário. Trata-se de um estudo exploratório, longitudinal, retrospectivo, com dados secundários de uma subprefeitura do município de São Paulo, referente ao período de 2000 a 2012, disponíveis no Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS). Foram identificados 30 equipamentos de saúde e concentração geográfica da maioria deles. A população do município aumentou 7,9%, comparando-se os anos de 2000 a 2010, enquanto, na subprefeitura analisada o aumento foi de 8,9%. No local estudado a faixa etária de 60 anos ou mais foi a que mais aumentou (36,6%), com destaque para aqueles com idade entre 95 e 99 anos, que aumentaram em 109,7%. As principais causas de internação foram: gravidez, parto e puerpério (27,6%), seguidos das doenças do aparelho respiratório (12,3%). Já as principais causas de mortalidade foram: doenças do aparelho circulatório (32,7%), seguidas das neoplasias (22,6%). A subprefeitura analisada ofereceu diversidade de estabelecimentos de saúde. Entretanto, parece que houve impacto reduzido sobre o perfil de morbimortalidade, uma vez que não foi observada redução no padrão de adoecimento e morte da população. Portanto, recomenda-se uma discussão coletiva sobre a assimetria existente entre oferta e demanda por serviços de saúde, com o objetivo de contribuir com a efetividade da atenção e gestão em saúde.


Palavras-chave


Necessidades e demandas de serviços de saúde; Atenção à saúde; Gestão em saúde; Rede de cuidados continuados de saúde; Desigualdades em saúde.

Texto completo:

PDF

Referências


Barata, R. B. (2008). Acesso e uso de serviços de saúde: considerações sobre os resultados da Pesquisa de Condições de Vida 2006. São Paulo em Perspectiva, 22(2), 19-29.

Barbosa, E. C. (2013). 25 anos do Sistema Único de Saúde: conquistas e desafios. Revista de Gestão em Sistemas de Saúde, 2(2), 85-102.

Cardoso, C. S., Pádua, C. M., Rodrigues-Júnior, A. A., Guimarães, D. A., Carvalho, S. F., Valentin, R. F., Abrantes, R., & Oliveira, C. D. L. (2013). Contri¬buição das internações por condições sensíveis à atenção primária no perfil das admissões pelo sistema público de saúde. Revista Panamericana Salud Publica, 34(4), 227-234.

Duncan, P., Bertolozzi, M. R., Cowley, S., Egry, E. Y., Chiesa, A. M., Franca, F. O. S. (2015). Health for all in England and Brazil? Internacional Journal of Health Services, 45(1), 545-563.

Ferraz, O. L. M., & Vieira, F. S. (2009). Direito à saúde, recursos escassos e equidade: os riscos da interpretação judicial dominante. Dados [on line], 52(1), 223-251.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística [IBGE]. (2009). Escassez e fartura: distribuição da oferta de equipamentos de diagnóstico por imagem no Brasil. In: Indicadores Sociodemográficos e de Saúde no Brasil. Brasília: IBGE.

Lebrão, M. L. (2007). O envelhecimento no Brasil: aspectos da transição demográfica e epidemiológica. Saúde Coletiva – Epidemiologia e Envelhecimento, 4(17), 135-140.

Mendes, E. V. (2011). As redes de atenção à saúde. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde [OPAN].

Nascimento, D. D. G., & Oliveira, M. A. C. (2010). Reflexões sobre as competências profissionais para o processo de trabalho nos Núcleos de Apoio à Saúde da Família. O Mundo da Saúde, 34(1), 92-96.

Noronha, K. V. M. S., & Andrade, M. V. (2005). Desigualdades sociais em saúde e na utilização dos serviços de saúde entre os idosos na América Latina. Revista Panamerica Salud Publica, 17(5/6), 410-418.

Oliveira, M. A. C. (2012). (Re)significando os projetos cuidativos da enfermagem à luz das necessidades em saúde da população. Revista Brasileira de Enfermagem, 65(3), 401-415.

Organização Mundial da Saúde [OMS]. (2010). Marco para Ação em Educação Interprofissional e Prática Colaborativa. Suíça: OMS.

Organização Pan-Americana da Saúde [OPAS]. (2010). A atenção à saúde coordenada pela APS: construindo as redes de atenção no SUS. Brasília: OPAS.

Pereira, G. N., Bastos, G. A. N., Del Duca, G. F., & Bós, A. J. C. (2012). Indicadores demográficos e socioeconômicos associados à incapacidade funcional em idosos. Caderno de Saúde Pública, 28(11), 2035-2042.

Pessoto, U. C., Heimann, L. S., Boaretto, R. C., Castro, I. E. N., Kayano, J., Ibanhes, L. C., Junqueira, V., Rocha, J. L., Barboza, R., Cortizo, C. T., Martins, L. C., & Luiz, O. C. (2007). Desigualdades no acesso e utilização dos serviços de saúde na Região Metropolitana de São Paulo. Ciência & Saúde Coletiva, 12(2), 351-362.

Pires, M. R. G. M., Göttems, L. B. D., Martins, C. M. F., Guilhem, D., & Alves, E. D. (2010). Oferta e demanda por média complexidade/SUS: relação com atenção básica. Ciência & Saúde Coletiva, 15(1), 1009-1019.

Schramm, J. M. A., Oliveira, A. F., Leite, I. C., Valente, J. G., Gadelha, A. M. J., Portela, M. C., & Campos, M. R. (2004). Transição epidemiológica e o estudo de carga de doença no Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, 9(4), 897-908.

Silva, L. M. V, & Pinell, P. (2013). The genesis of collective health in Brazil. Sociology of Health & Illness, 36(3), 432-446.

Sousa, E. C. F. S., Vilar, R. L. A., Rocha, N. S. P. D., Uchoa, A. C., & Rocha, P. M. (2008). Acesso e acolhimento na atenção básica: uma análise da percepção dos usuários e profissionais de saúde. Caderno de Saúde Pública, 24(1), 100-110.

Tanaka, O. U., Tamaki, E., & Felisberto, E. (2012). Os desafios da avaliação na gestão do SUS. Ciência & Saúde Coletiva, 17(4), 818-818.

Veras, R. (2007). Envelhecimento populacional e as informações de saúde do PNAD: demandas e desafios contemporâneos. Caderno de Saúde Pública, 23(10), 2463-2466.

Zucchi, P., Del Nero, C., & Malik, A. M. (2000). Gastos em saúde: os fatores que agem na demanda e na oferta dos serviços de saúde. Saúde e Sociedade, 9(1/2), 127-150.




DOI: http://dx.doi.org/10.5585/rgss.v4i2.162

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 Rev. Gest. Sist. Saúde, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2316-3712

Rua Vergueiro, 235/249 - Liberdade, São Paulo - SP (Brasil), Cep: 01504-000

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.