Eficiência Hospitalar das Regiões Brasileiras: Um Estudo por Meio da Análise Envoltória de Dados

Beatriz Negrelli da Silva, Maria Angélica Silva Costa, Katia Abbas, Edwin Vladimir Cardoza Galdamez

Resumo


O objetivo deste estudo é analisar a eficiência técnica hospitalar das regiões do Brasil, nos anos de 2014 e 2015, visto a importância dessas organizações para o meio social e econômico. Para tanto, por meio de uma pesquisa descritiva, exploratória, documental e quantitativa, foi utilizada a Análise Envoltória de Dados (DEA), modelo CCR, orientada para output, utilizando-se o número de leitos e de médicos e enfermeiros como input e para output o número de pacientes internados e número de óbitos hospitalares. Além disso, buscou-se verificar a relação entre a eficiência técnica hospitalar com as despesas empenhadas com assistência hospitalar, por meio de uma correlação. Os achados apontaram que a região Norte teve a média mais ineficiente comparada com as demais, sendo que nenhum estado da região alcançou score 1 nos anos analisados. Já as regiões consideradas mais eficientes em relação às demais foram a Sul e em segundo lugar a Sudeste, em ambos os anos, 2014 e 2015. Ademais, denota-se que, dentre os estados eficientes, apenas dois foram eficientes nos dois anos analisados, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. E, quanto à correlação, concluiu-se que não há uma relação estatisticamente significativa entre as despesas empenhadas e a eficiência técnica hospitalar.

Palavras-chave


Eficiência hospitalar; Análise envoltória de dados (DEA); Regiões brasileiras

Texto completo:

PDF

Referências


Alonso, L. B. N., Droval, C., Ferneda, E., & Emídio, L. (2014). Acreditação hospitalar e a gestão da qualidade dos processos assistenciais. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, 4 (2), 34-49.

Andrade, M. M. (2003). Introdução à metodologia do trabalho científico. 6. ed. São Paulo: Atlas.

Aubyn, M. S., Garcia, F., & Pais, J. (2009). Study on the efficiency and effectiveness of public spending on tertiary education (No. 390). Directorate General Economic and Monetary Affairs (DG ECFIN),

Bandeira, D. L. (2000). Análise da eficiência relativa de departamentos acadêmicos: o caso da UFRGS. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre.

Banker, R., Charnes, A., & Cooper, W. W. (1984). Some models for estimating technical and scale inefficiencies in data envelopment analysis. Management Science, 30(9), 1078-1092.

Calvo, M. C. M. (2002). Hospitais públicos e privados no Sistema Único de Saúde do Brasil: o mito da eficiência privada no estado de Mato Grosso em 1998. Tese (Doutorado) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

Casa Nova, S. P. C. (2002). Utilização da análise por envoltória de dados (DEA) na análise de demonstrações contábeis. Tese (Doutorado em Contabilidade e Controladoria) – Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Cesconetto, A., Lapa, J. S., & Calvo, M. C. M. (2008). Avaliação da eficiência produtiva de hospitais do SUS de Santa Catarina, Brasil. Cadernos de Saúde pública, 24(10), 2407-2417.

Charnes, A., Cooper, W. W., & Rhodes, E. (1978). Measuring the Efficiency of Making Units. European Journal of Operational Research, 2(6), 429-444.

Colauto, R. D., & Beuren, I. M. (2003). Proposta para avaliação da gestão do conhecimento em entidade filantrópica: o caso de uma organização hospitalar. Revista de Administração Contemporânea, 7(4), 163-185.

Cooper, W. W., & Seiford, L. M., Zhu, J. (2011). Data Envelopment Analysis: History, Models, and interpretations. International Series in Operations Research & Management Science, 164, 1-39.

Cunha, J. A. C. (2011). Avaliação de desempenho e eficiência em organizações de saúde: um estudo em hospitais filantrópicos. Tese (Doutorado em Administração) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Farrell, M. J. (1957). The measurement of productive efficiency. Journal of the Royal Statistical Society, 120(3), 253-290.

Fernandes, C. T., de Souza, R. C., Casablanca, R. S., Soares, R. I., & Scalco, S. V. (2015). Importância da qualidade nos serviços hospitalares. Maiêutica – Estudos Contemporâneos em Gestão Organizacional, 3(1), 19-28.

Ferreira, M. P. (2009). Assistência à saúde nos Departamentos Regionais de Saúde: um exercício metodológico sobre eficiência e acesso aos serviços de saúde. Tese (Doutorado) – Faculdade de Medicina. Universidade de São Paulo, São Paulo.

Fitzsimmons, J. A., & Fitzsimmons, M. J. (2005). Administração de Serviços: Operações, Estratégia e Tecnologia da Informação. 4. ed. Porto Alegre: Bookman.

Gil, A. C. (1999). Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas.

Gonçalves, A. C., Noronha, C. P., Lins, M. P., & Almeida, R. M. (2007). Análise Envoltória de Dados na avaliação de hospitais públicos nas capitais brasileiras. Revista de Saúde Pública, 41(3), 427-435.

Hékis, M. I. (2012). A racionalidade weberiana presente no processo de decisão referente ao planejamento estratégico. Dissertação (Mestrado em Administração Universitária) – Programa de Pós-Graduação em Administração Universitária, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

Jubran, L. M. P. (2005). Aplicação da análise por envoltória de dados: um estudo da eficiência das companhias seguradoras. Dissertação (Mestrado) – Departamento de Engenharia Elétrica, Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo.

La Forgia, G., & Couttolenc, B. F. (2009). Desempenho hospitalar no Brasil: em busca da excelência. São Paulo: Singular.

Ligarda, L., & Naccha, M. (2006). La eficiencia de las organizaciones de salud a través del análisis envolvente de datos. Microrredes de La Dirección de Salud IV Lima Este 2003. AnFacMed Lima, 67(2).

Linna, M., Häkkinen, U., & Magnussen, J. (2006). Comparing hospital cost efficiency between Norway and Finland. Health policy, 77(3), 268-278.

Lins, M. E., Lobo, M. D. C., Silva, A. C. M. D., Fiszman, R., & Ribeiro, V. D. P. (2007). O uso da Análise Envoltória de Dados (DEA) para avaliação de hospitais universitários brasileiros. Ciênc. Saúde Coletiva, 12(4), 985-98.

Liu, J. S.; Lu, L. Y. Y.; Lu, W. M.; Lin, B. J. Y. (2013). A survey of DEA applications. Omega, 41(5), 893-902.

Lobo, M. S. D. C., & Lins, M. P. E. (2011). Avaliação da eficiência dos serviços de saúde por meio da análise envoltória de dados. Cad. Saúde Colet. (Rio J.).

Macêdo, F. F. R. R., Moura, G. D., Sant’Ana, S. V., & da Silva, T. P. (2015). Análise de desempenho do Sistema Único de Saúde (SUS) dos Municípios das Regiões Brasileiras. Revista de Gestão em Sistemas de Saúde, 4(1), 1-16.

Machado, S. P., & Kuchenbecker, R. (2007). Desafios e perspectivas futuras dos hospitais universitários no Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, 12(4), 871-877.

Mariano, E. B., Almeida, M., & Rebelatto, D. (2006). Princípios Básicos para uma proposta de ensino sobre análise por envoltória de dados. In 3. COBENGE (Ed.), XXXIV CONGRESSO BRASILEIRO DE ENSINO DE ENGENHARIA (COBENGE 2006), Universidade de Passo Fundo – UPF.

Marinho, A. (1998). Estudo de eficiência em hospitais públicos e privados com a geração de rankings. Ver. Adm. Publica, 32(6), 145-158.

Marinho, A. (2001). Avaliação da eficiência técnica nos serviços de saúde dos municípios do Estado do Rio de Janeiro. Brasília, IPEA (Texto para Discussão, 842).

Marinho, A., & Façanha, L. O. (2001). Hospitais universitários: avaliação comparativa de eficiência técnica. Rio de Janeiro, IPEA (Texto para Discussão, 805).

Médici, A., & Murray R. (2013). Desempenho de hospitais e melhorias na qualidade de saúde em São Paulo (Brasil) e Maryland (EUA). Washington: The World Bank. Disponível em: http://siteresources.worldbank.org/INTLAC.

Mujasi, P. N., Asbu, E. Z., & Puig-Junoy, J. (2016). How efficient are referral hospitals in Uganda? A data envelopment analysis and tobit regression approach. BMC Health Services Research, 16(1), 230.

O’Neill L., Rauner M., Heidenberger K., & Kraus M. (2007). A cross-national comparison and taxonomy of DEA-based hospital efficiency studies. Socio-Economic Planning Sciences, 42(3), 158-189.

Peña, C. R. (2008). A model of evaluation of the efficiency of the public sector through the method data envelopment analysis (DEA). Revista de Administração Contemporânea, 12(1), 83-106.

Proite, A., & Sousa M. C. S. (2004). Eficiência técnica, economias de escala, estrutura da propriedade e tipo de gestão no sistema hospitalar brasileiro. In: Encontro Nacional de Economia, 32, 2004, Brasília-DF. Anais... Brasília-DF: ANPEC.

Raupp, F. M., & Beuren, I. M. (2003). Metodologia da pesquisa aplicável às ciências sociais. In: Beuren, I. M. (Coord.). Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. (pp.76-96). São Paulo: Atlas.

Rennó, C., Diniz, Z., & Mafra, A. (2007). Plano diretor da Irmandade do Hospital da Santa Casa de Poços de Caldas 2007-2009. Caderno de Especialização em Gestão Hospitalar para o PRO-HOSP. Belo Horizonte: ESP-MG.

Sant, C. F., Silva, M. Z., & Padilha, D. F. (2016). Avaliação da eficiência econômico-financeira de hospitais utilizando a análise envoltória de dados. Contabilometria, 3(1), 89-106.

Santelices, E., Ormeño, H., Delgado, M.; Lui, C., Valdés, R., & Durán, L. (2013). Análisis de la eficiencia técnica hospitalaria 2011. Revista Médica de Chile, 141, 332-337.

Saquetto, T. C. (2012). Eficiência técnica e inovatividade: um estudo em hospitais privados brasileiros. Master's thesis – Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória.

Sediyama, M. Y. N., Aquino, A. C. B., & Bonacim, C. A. G. (2012). Avaliação da eficiência de hospitais filantrópicos de pequeno porte pela Análise Envoltória de Dados (DEA). In Encontro de Administração Pública e Governo – ENAPG, 18 a 20 de nov., 2012, Salvador. Anais... Salvador: ANPAD.

Senra, L. F., Nanci, L. C., Mello, J. C. C. S, & Meza, L. A. (2007). Estudo sobre métodos de seleção de variáveis em DEA. Revista Pesquisa Operacional, 27(2), 191-207.

Silva, G. A. G. (2014). Os mecanismos de mudança isomórfica e respostas estratégicas aos processos institucionais: estudo em organizações hospitalares do município de Taquaritinga-SP. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos.

Silva, G. S. D., Sousa, A. G. D., Soares, D., Colósimo, F. C., & Piotto, R. F. (2013). Avaliação do tempo de permanência hospitalar em cirurgia de revascularização miocárdica segundo a fonte pagadora. Rev. Assoc. Med. Bras, 59(3), 248-253.

Silva, M. Z., Moretti, B. R., & Schuster, H. A. (2016). Avaliação da eficiência hospitalar por Meio da Análise Envoltória de Dados. Revista de Gestão em Sistemas de Saúde, 5(2), 100-114.

Souza, A. A., Avelar, E. A., Tormin, B. F., & Silva E. A. D. (2013). Análise financeira e de desempenho em hospitais públicos e filantrópicos brasileiros entre os anos de 2006 a 2011. In: Encontro Nacional de Engenharia de Produção, 33, 2013, Salvador-BA. Anais... Salvador-BA: ENEGEP.

Souza, A., Guerra, M., Oliveira, C., Gomide, P. L. R., Pereira, C. M., & Freitas, D. A. (2009). Controle de gestão em organizações hospitalares. REGE. Revista de Gestão, 16(3), 15.

Souza, F. J. V., & Barros, C. C. (2013). Eficiência na alocação de recursos públicos destinados à assistência hospitalar nos estados brasileiros. Revista de Gestão, Finanças e Contabilidade, 3(1), 71.

Souza, I. V., Nishijima, M., & Rocha, F. (2010). Eficiência do setor hospitalar nos municípios paulistas. Economia Aplicada, 14(1), 51-66.

Souza, P. C., & Scatena, J. H. G. (2014). Satisfação do usuário da assistência hospitalar no mix público-privado do SUS do Estado de Mato Grosso. Espaço para a Saúde-Revista de Saúde Pública do Paraná, 15(3), 30-41.

Souza, P. C., Scatena, J. H. G., & Kehrig, R. T. (2016). Aplicação da análise envoltória de dados para avaliar a eficiência de hospitais do SUS em Mato Grosso. Physis: Revista de Saúde Coletiva, 26(1).

Trivelato, P. V., Soares, M. B., Rocha, W. G., & de Faria, E. R. (2015). Avaliação da eficiência na alocação dos recursos econômicos financeiros no âmbito hospitalar. RAHIS, 12(4).

Vidal, E. C. F., Novais, C. V. O., Vidal, E. C. F., & Fonseca, F. L. A. (2013). Gestão da qualidade nas instituições hospitalares. In: 2o Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde, 2013, Belo Horizonte-MG. Anais... Belo Horizonte.

Weber, L., & Grisci, C. L. I. (2010). Trabalho, gestão e subjetividade: dilemas de chefias Intermediárias em contexto hospitalar. Cadernos EBAPE.BR, Rio de Janeiro, 8(1).

Wolff, L. D. G. (2005). Um modelo para avaliar o impacto do ambiente operacional na produtividade de hospitais brasileiros. Tese (Doutorado) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

Zucchi, P. (1998). Funcionários por leito: estudo em alguns hospitais públicos e privados. Revista de Administração Pública, 32(3), 65-76.




DOI: http://dx.doi.org/10.5585/rgss.v6i1.314

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Rev. Gest. Sist. Saúde
e-ISSN: 2316-3712
www.revistargss.org.br