25 Anos do Sistema Único de Saúde: Conquistas e Desafios

Estela Capelas Barbosa

Resumo


Este artigo celebra os 25 anos de existência do Sistema Único de Saúde (SUS) no Brasil. Em seu corpo são descritos os mecanismos políticos e institucionais que deram origem ao sistema, bem como as transformações que ocorreram nos últimos 25 anos. Atenção especial é dada às conquistas atribuíveis a implantação do SUS no que se refere ao acesso da população aos serviços de saúde como também em termos de ganho em saúde em si, o objetivo último do sistema. Em contrapartida, são apontadas dificuldades impeditivas de um bom funcionamento do SUS, especialmente, dificuldades de acesso e de financiamento. O artigo conclui que essas duas últimas questões fundamentais deverão ser solucionadas para que o serviço possa realmente cumprir com o princípio da equidade como se propõe.

DOI: 10.5585/rgss.v2i2.51


Palavras-chave


Sistema Único de Saúde; Gestão em Saúde; Financiamento

Texto completo:

PDF

Referências


Almeida, Célia (1999). Reforma do Estado e reforma de sistemas de saúde: experiências internacionais e tendências de mudança. Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro: Abrasco, v. 4, n. 2.

Aquino R, Oliveira NF, Barreto ML (2009). Impact of the Family Health Program on infant mortality in Brazilian municipalities. Am J Public Health; 1: 87-93.

Bahia, Ligia (2011). A privatização no sistema de saúde brasileiro nos anos 2000: tendências e justificação In: Santos, Nelson Rodrigues; Amarante, Paulo Duarte de Carvalho (orgs.) Gestão Pública e Relação Público Privado na Saúde. Rio de Janeiro: Cebes.

Brasil (2012). Lei Complementar nº 141, de 13 de janeiro de 2012. Regulamenta o parágrafo 3º da Constituição Federal para dispor sobre os valores mínimos a serem aplicados anualmente pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios em ações e serviços públicos de saúde; estabelece critérios de rateio dos recursos de transferências para a saúde e outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/LCP/Lcp141.htm.

________ (2011). Ministério da Saúde. IDSUS Indice de Desempenho do Sistema Único de Saúde. Brasília: Ministério da Saúde.

________ (2006). Ministério da Saúde. Portaria nº 399/GM DE 22 DE FEVEREIRO DE 2006. Divulga o Pacto pela Saúde 2006 – Consolidação do SUS e aprova as Diretrizes Operacionais do Referido Pacto. Disponível em: http://dtr2001.saude.gov.br/sas/PORTARIAS/Port2006/GM/GM-399.htm.

________(2007). Ministério da Saúde. Portaria nº 204/GM de 29 de janeiro de 2007. Regulamenta o financiamento e a transferência dos recursos federais para as ações e serviços de saúde na forma de Blocos de Financiamento e seu respectivo monitoramento e controle. Disponível em: www.portal.saude.gov.br.

________(2007a). Ministério da Saúde. Portaria nº. 1497, de 22 de junho de 2007. Estabelece orientações para a operacionalização do repasse dos recursos que compõem os blocos. Disponível em: www.portal.saude.gov.br.

________(2013). Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Relatório de Gestão 2012. Brasília.

_________(2013). Ministério da Saúde. SIOPS. SPO. Brasília: Ministério da Saúde.

Chesnais, F (2005). O capital portador de juros: acumulação, internacionalização, efeitos econômicos e políticos, In Chesnais F (Org.). A finança mundializada, raízes sociais e políticas, configuração, conseqüências. São Paulo, Boitempo.

Costa, Ricardo César da Rocha (2002). Descentralização, Financiamento e Regulação: A Reforma do Sistema Público de Saúde no Brasil Durante a Década de 1990, Revista de Sociologia e Política, nº 18, junho 2002, pp.49-71.

Giambiagi, F. e Além, A (2008). Finanças Públicas: Teoria e Prática no Brasil. 2ª ed., Rio de Janeiro. Editora Campus/Elsevier.

Guanais F, Macinko J (2009). Primary care and avoidable hospitalizations: Evidence from Brazil. J Ambul Care Manage; 32: 114-21.

Hobsbawm, E. J (1994). Era dos Extremos. 1a Edição. São Paulo: Companhia das Letras.

Marques, Rosa Maria (1997). A proteção social e o mundo do trabalho. São Paulo: Bienal.

Marques, Rosa Maria e Mendes, Áquilas (2012). A problemática do financiamento da saúde pública brasileira: de 1985 a 2008. Economia e Sociedade, Campinas, v. 21, n. 2 (45), p. 345-362.

Mendes, Áquilas (2005). Financiamento, gasto e gestão do Sistema Único de Saúde (SUS): a gestão descentralizada semiplena e plena do sistema municipal no Estado de São Paulo (1995–2001). Tese (Doutorado)– Instituto de Economia Universidade Estadual de Campinas. Campinas, 422 p.

________________.(2012) Tempos turbulentos na saúde pública brasileira: impasses do financiamento no capitalismo financeirizado. São Paulo: Hucitec Editora.

Mendes, Áquilas; Marques, Rosa M (2007). Democracia, Saúde Pública e Universalidade: trajetória difícil. Saúde e Sociedade, v. 16: 35-51.

Mesa-Lago, C (2000). Desarrollo social, reforma del estado y de la seguridad social, al umbral del siglo XXI. Santiago do Chile: ONU: Cepal.

Ocké-Reis, Carlos Octávio (2011). SUS: desafio de ser único. In: Santos, Nelson Rodrigues; Amarante, Paulo Duarte de Carvalho. Gestão Pública e Relação Público Privado na Saúde. Rio de Janeiro: Cebes.

Paim, J.; Travassos, C.; Almeida, C. et al (May 2011). The Brazilian health system: history, advances, and challenges. Lancet.: 377 (9779): 1778-97. Doi: 10.1016/S0140-6736(11)60054-8 Epub 2011 May 9.

Pereira, Gerson F.M et al (2011). Perspectivas para o controle da transmissão vertical do HIV no Brasil. In: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise de Situação em Saúde. Saúde Brasil 2010: uma análise da situação de saúde e de evidências selecionadas de impacto de ações de vigilância em saúde. – Brasília: Ministério da Saúde.

Rasella D, Aquino R, Barreto ML (2010). Impact of the Family Health Program n the quality of vital information and reduction of child unattended deaths in Brazil: an ecological longitudinal study. BMC Public Health; 10: 380.

Servo, Luciana M. S.; Piola, Sergio. F.; Paiva, Andréa; Ribeiro, José Aparecido (2011). Financiamento e gasto público de saúde: histórico e tendências. In: Melamed, C.; Piola, S.F. (orgs.). Políticas públicas e financiamento federal do Sistema Ùnico de Saúde. Brasília: IPEA.

Santos, Lenir (2011). Administração pública e a gestão da saúde. In: Santos, Nelson Rodrigues; Amarante, Paulo Duarte de Carvalho. Gestão Pública e Relação Público Privado na Saúde. Rio de Janeiro: Cebes.

Vasconcelos, C.M. e Pasche, D.F. (2006) O Sistema Único de Saúde. In: Gastão, W.S.C.et al. Tratado de Saúde Coletiva. São Paulo: HUCITEC.

World Health Organization (WHO) (2010). World Health Report 2010. Health system financing: the path to universal coverage. Geneva: WHO.




DOI: http://dx.doi.org/10.5585/rgss.v2i2.51

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Rev. Gest. Sist. Saúde
e-ISSN: 2316-3712
www.revistargss.org.br