A Importância da Tecnologia da Informação como Ferramenta para o Processo da Gestão Hospitalar no Setor Privado: Um Estudo de Caso em uma Organização Hospitalar em Feira de Santana (BA).

Ivo Pedro Gonzalez Junior, Leidiane Moreira Penha, Claudiene Maria Silva

Resumo


As organizações, nas mais diversas áreas estão sendo pressionadas a adotar a TI como estratégia para alcançar o sucesso no mundo em que a globalização exige cada vez mais que as empresas estejam sempre buscando a inovação e assim obter um diferencial competitivo. Este trabalho objetivou analisar a importância da TI como ferramenta para a gestão hospitalar, de forma a alcançar a melhoria contínua nos serviços prestados. Neste trabalho foi utilizada a técnica de estudo de caso em uma organização hospitalar do setor privado, em Feira de Santana-Ba, através do qual se utilizou a entrevista e questionários para obtenção dos dados. O resultado mostrou que a TI proporciona grandes benefícios para a gestão, destacando melhoria, qualidade e agilidades dos processos. Sendo assim, entende-se que é por meio da mesma que as empresas conseguem sobreviver e competir diante dos avanços tecnológicos.

DOI: 10.5585/rgss.v2i1.57


Palavras-chave


Gestão; Hospitalar; Tecnologia da Informação

Texto completo:

PDF

Referências


Albertin, A. L. & Albertin, R. M. D. M. (2009). Tecnologia da Informação e Desenvolvimento Empresarial: as dimensões de seu uso e sua relação com os benefícios do negócio (2. ed.). São Paulo: Atlas.

Alter, S. (1996). Information systems: a management perspective (2nd ed.). Menlo Park: The Benjamin/Cummings Publishing Company Inc.

Barros, A. D. J. P. D. & Lehfeld, N. A. D. S. (2005). Projeto de Pesquisa: propostas metodológicas (19. ed.). Petrópolis: Vozes.

Bergamo, F. & Gonzalez, Jr, I. (2009). Gestão da Tecnologia da Informação: instrumentos teóricos e aplicações (3. ed.). Cachoeira-BA: Iaene.

Borba, G. S., & Costa, D. G. (2002, setembro). Sistemas de informação nas instituições hospitalares: a busca por tendências tecnológicas de gestão na área da saúde. Anais do Encontro da Associação Nacional de Pós-graduação em Administração, Salvador, BA, Brasil, 26.

Creswell, J. (2007). Projeto de pesquisa: método qualitativo, quantitativo e misto (3. ed.). Porto Alegre: Artmed.

Cruz, T. (1998). Sistemas, organização e métodos: estudo integrado das novas tecnologias da informação (2. ed.). São Paulo: Atlas.

Cruz, T. (2000). Sistemas de informações gerenciais: tecnologia da informação e a empresa do século XXI. 2. ed. São Paulo: Atlas.

Gil, A. C. (2007). Métodos e técnicas de pesquisa social (5. ed.). São Paulo: Atlas.

Hannam, K. J., Baal, M. J., & Edwards, M. J. A. (2009). Introdução à informática em enfermagem. 3. ed. Porto Alegre: Artimed.

Laudon, K. & Laudon, J. P. (2007). Sistemas de informação gerenciais: administração a empresa digital (5. ed.). São Paulo: Prentice Hall.

Mañas, A. (1997). Administração de sistemas e informações. São Paulo: Érica.

Marconi, M. A. & Lakatos, E. M. (2005). Fundamentos de metodologia científica (6. ed.). São Paulo: Atlas.

Martins, G. A. & Theóphilo, C. R. (2007). Metodologia da investigação para as ciências sociais aplicadas. São Paulo: Atlas.

Mezomo, C. (2001). Gestão da qualidade na saúde. Tamboré, SP: Manok.

O'Brien, J. A. (2004). Sistemas de informação: e as decisões gerenciais na área da internet. (2. ed.). São Paulo: Saraiva.

Oliveira, F. B. (2007). Tecnologia da informação: a busca de uma visão ampla e estruturada. São Paulo: Pearson Prentice Hall.

Porter, M. E. (2003). Competição: estratégias competitivas essenciais (16 ed.). Rio de Janeiro: Campus.

Rezende, A. P. (2006). Tecnologia da Informação aplicada a sistemas de informação nas empresas (4 ed.). São Paulo: Atlas.

Rossetti, A. G. & Morales, A. B. T. (2007). O papel da tecnologia da informação na gestão do conhecimento. Ci. Inf., 36(1), 124-135.

Seixas, M. A. S. & Melo, H. T. (2004). Desafios do administrador hospitalar. Revista Gestão e Planejamento, 5(9), 16-20.

Silva, R. C. (2007). Gestão estratégica da tecnologia: instrumentos teóricos e aplicações. Jacobina, BA: Rabisco.

Silva, R. C. (2008). Gestão estratégica da tecnologia: instrumentos teóricos e aplicações. Feira de Santana: Radami.

Stair, R. M. (1998). Princípios de sistemas de informação: uma abordagem gerencial (2 ed.). Rio de Janeiro: LTC.

Stair, R. M. & Reynolds, G. W. (2002). Princípios de sistemas de informação: uma abordagem gerencial (4 ed.). Rio de Janeiro/RJ: LTC.

Turban et al. (2004). Information tecnology for management: making connections for stractegic advantage. John Wille & Sons.

Turban, E., Rainer Jr., R. K., & Potter, R. E. (2007). Introdução a sistemas de informação: teoria e prática. Rio de Janeiro: Campus.

Walton, R. E. (1998). Tecnologia de informação: o uso da TI pelas empresas que obtém vantagem competitiva. São Paulo: Atlas.

Zwass, V. (1992). Management information systems. Dubuque: Wm. C. Brown Publishers.




DOI: http://dx.doi.org/10.5585/rgss.v2i1.57

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Rev. Gest. Sist. Saúde
e-ISSN: 2316-3712
www.revistargss.org.br